O encontro do futebol arte e da tecnologia

 

Em uma narrativa repleta de história, dores e vitórias, o futebol teceu sua linha de importância global. Mais uma edição da Copa do Mundo está acontecendo, como se espera a cada quatro anos. Desta vez, ela chegou mais dispersa que as anteriores, mas chegou. Após a triste derrota brasileira em casa contra a Alemanha, não há muitos com espírito otimista de que nosso hexacampeonato chegará. E para boa parte dos torcedores brasileiros a Copa ainda precisa ser vivida em conjunto: seja com amigos ou desconhecidos, mas todos entusiasmados, ombro a ombro, compartilhando o mesmo telão. Porém hoje, bares estão tirando a visão da rua com grandes toldos e mesas precisam de reservas para os dias de jogos. As coisas não são mais como antes, mas seria isso algo inteiramente negativo?

 

As ruas podem não estar sendo pintadas, a comunicação pode não estar focada única e exclusivamente nos jogos, mas ainda falamos e acompanhamos (aliás bastante, por sinal). Hoje temos o mundo ao alcance das nossas mãos através dos smartphones e da internet. A informação está todos os lugares e podemos selecionar onde, como e quando obter determinado conhecimento. E isto inclui o futebol. Agora, é possível assistir uma partida no Brasil enquanto se comenta determinado lance com o amigo que está no estádio, na Rússia, vendo o jogo ao vivo. A tecnologia gerou grandes mudanças, e não podemos ser ingênuos e pensar que isso afeta apenas o torcedores mas não o próprio esporte em si.

 

A ciência de dados, ou data science, está sendo cada vez mais utilizada para promover uma mudança de perspectiva. A análise feita sobre um time ou jogador gera estratégias, probabilidades e reviravoltas surpreendentes. A ciência está sendo cada vez mais imprescindível, através da tecnologia, na arte do futebol. Talvez os mais saudosistas não estejam gostando das mudanças. Hoje, para se ter um grande time, não basta reunir jogadores bons de bola. É preciso muito estudo tático beneficiado por toda a informação que a tecnologia pode oferecer sobre as muitas variáveis que envolvem um esporte como o futebol: desde as condições atléticas de cada um dos próprios jogadores como os pontos fortes e fracos do time oponente.

 

E Então? O mundo está girando e as ruas não estão pintadas de verde e amarelo? Há certos aspectos de uma longa tradição futebolística que estão ficando para trás, mas por outro lado novos ingredientes, como o surpreendente aumento do alcance midiático, e a ciência e análise de dados estão trabalhando com afinco para que o futebol acompanhe as tendências da nossa era. Novas possibilidades estão surgindo, e os resultados podem ser surpreendentemente inesperados. A nós, torcedores talvez um pouco saudosos mas ainda assim entusiasmados, cabe a compreensão de que nosso futebol não é mais apenas arte, mas agora também é tecnologia.

 

 

 

Referências para esse Post: http://computerworld.com.br/futebol-arte-uma-ciencia

Facebook
Twitter
Please reload